13 julho 2018 Sem categoria

Como evitar o surgimento da dor de garganta no escritório

A dor de garganta é bem comum entre as pessoas que passam longas horas em uma mesa de trabalho. O ar condicionado pode gerar desconfortos que afetam os músculos, nervos e ossos do pescoço. Além disso, esse incômodo pode descer, causando formigamento, fraqueza e dormência nos braços e mãos.

Um dos principais culpados por trás da dor de garganta é a má postura, que cria tensão. O termo conhecido como “pescoço de texto”, tem crescido em proporções epidêmicas nos escritórios em todo o mundo. Com o tempo, a má postura pode contribuir para a degeneração do disco e outras condições dolorosas.

Integrar o escritório com mobília ergonômica

A chave para a prevenção das dores no pescoço, quando aparecem no escritório, é a ergonomia. Como visa aumentar o conforto dos trabalhadores, reduzindo as chances de lesão ou estresse para o corpo, ela é a melhor opção a se investir.

Felizmente, a implementação de algumas alterações e hábitos no layout do escritório, podem fornecer uma solução para a síndrome do “pescoço de texto”. Isso proporciona aos funcionários o alívio de dor e tensão.

Como o Instituto Nacional de Saúde aponta, os funcionários encontram nas estações de trabalho ergonômicas um espaço que evita dores no pescoço e nas costas. E, também, diminui a síndrome do túnel do carpo e outras condições associadas ao trabalho em um escritório.

Procure investir em móveis ergonômicos, como mesas direcionais, cadeiras e outros acessórios. Até mesmo um projeto de implementação não significa você terá de iniciar reformas no seu espaço.

Adaptar as estações de trabalho dos funcionários

Depois de ter fornecido aos funcionários os móveis ergonômicos, o próximo passo é garantir que os trabalhadores adaptem seu local de trabalho às suas necessidades específicas.

Segundo a Clínica Mayo, as cadeiras devem vir com suporte lombar e estar a uma altura que permita que os pés descansem confortavelmente no chão. E, o monitor, deve estar posicionado a um braço de distância e diretamente na frente do usuário, com a parte superior da tela ligeiramente abaixo do nível dos olhos. Além disso, um descanso de pulso ou fone de ouvido podem fazer o espaço de trabalho ergonômico ficar mais confortável.

Quando se trata de dimensões para a mesa, a Clínica Mayo recomenda que as mesas devem ser altas o suficiente para que as pernas, joelhos e coxas não toquem no seu topo. Além disso, o espaço por baixo da mesa não deve ser usado para o armazenamento de itens pessoais. Isso evita turbulência no espaço.

Tente mesas com regulagens de altura

Outra excelente opção para aqueles que procuram tornar seus escritórios em espaços ergonômicos, é a mesa ajustável em altura. Manter a mesma posição por muito tempo, é um dos principais fatores que levam a dores no pescoço, costas e no ombro. Às vezes só o exercício de se levantar e dar uma pausa no trabalho já é suficiente. Mas, em dias que a demanda pede por concentração total, a mesa regulável pode ser uma boa pedida. Assim, o funcionário pode se exercitar sem precisar abandonar o posto de trabalho. 

Essas mesas permitem que os funcionários possam sentar e ficar em pé em questão de segundos. Ou seja, essa simples mudança de posicionamento pode aumentar o fluxo sanguíneo e de energia. Isso reduz o desconforto e até mesmo aumentar a produtividade. Além disso, elimina as possíveis dores no pescoço e evita as tão temíveis dores de garganta.

Leia mais sobre o assunto em:

Como regular e aproveitar o melhor das cadeiras ergonômicas

Baixar a imagem

Precisa de ajuda?

Preencha o formulário que entraremos em contato você!

Entre em Contato